terça-feira, 14 de setembro de 2010

Incertas Porcentagens


Olhar de peixe morto, jeito de quem não quer nada e uma insegurança dos diabos. O sedutor aprendiz se prepara. Leu num jornal que as manifestações de nervosismo atrapalham a conquista. Reduzem em 50% as chances de sucesso. Pede outra caipirinha e sente-se mais calmo, quase confiante.

Tem três cantadas na ponta da língua. Três das boas, irresistíveis. Tem também uns elogios, duas promessas, quatro confidências. Decorou tudinho, até as propostas atrevidas, meio atrevidas, sutis e quase sutis. Ai, essa não! Esqueceu as quase sutis! E agora? O que vai fazer se a moça for do tipo quase recatada? Calma, calma... Não deve ser. Uma quase recatada não lhe daria um tapa na cara. E aquela garota, às vezes, parecia querer esbofeteá-lo. Era do tipo selvagem.

Quarta ou quinta caipirinha, lembra que leu numa revista alguma coisa sobre o álcool. Ou foi num livro? Foi, foi num livro mesmo. Dizia que o álcool, bebido no gargalo, prejudica os dentes em 50%. Mas será que prejudica todos? No livro não estava escrito, mas devia prejudicar mais os da frente. Isso aí! 50%, os da frente... 40%, os de lado... e uns 20%, os do fundo.

Quando a quase recatada chega, ele já cantou, dançou, fez discurso e prejudicou seus dentes da frente ao cair desmaiado de boca na mesa.

Para a moça, no entanto, isso não importa. É uma sedutora aprendiz e tem outro na mira. Planejou cuidadosamente o que fazer. Primeiro um olhar de peixe morto. Depois... %... %...

11 comentários:

  1. Muito bom, Carla!

    Crônica perfeita, porque de fato, o ser interessado, enamorado, apaixonado, preocupa-se com todos os detalhes, mas esquece o foco. Ou como disse o escritor: perde um tempão escolhendo o cartão, quais flores e desiste de mandá-las.

    Beijocas!

    Fernando Ramos
    www.colunafantasma.blogspot.com
    www.aescritasalaz.blogspot.com
    www.twitter.com/colunafantasma/favorites

    ResponderExcluir
  2. Donde se conclui que... sedutores ou nascem feitos ou jamais o serão!!! ;)

    ResponderExcluir
  3. Adorei!!! Pense num planejamento elaborado. rsrsrs
    Como é bom ser aprendiz, não faltam sonhos...
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  4. Formidável querida Carlinha! AMEI! bj da Mel

    ResponderExcluir
  5. Querida Carla,

    Quero ser a primeira a cumprimentá-la pela dupla conquista no Escriba.
    É isso, quando tem Carla no pedaço, não tem pra ninguém!!!
    Piracicaba já não comporta seu imenso talento que precisa ser conhecido no Brasil e no Mundo.

    beijos e PARABÉNS!!!

    Ivana

    ResponderExcluir
  6. Carla Poetisa Maiorrrrrrrrrrrr, parabéns pelo Prêmio Escriba. Ganhá-lo duas vezes, (1994-2010) é para poucos, por enquanto para a única. Melhor Impossivel. Você merece tal premiação e todas outras que vierem. Eu e a Ana Maria ficamos felizes. Desejamos mais sucesso. Sempre, sempre, sempre. esiopoeta

    ResponderExcluir
  7. Oi Carla, aqui Irineu -estranhando hein! Pois é, estou usando ferramenta da Mara, essa neguinha supimpa, para exaltá-la pelo prêmio Escriba, que deveria ser definitivo seu. E responder-me grato pelo que deixou em meu blog.
    Como é bom a gente conseguir inteligência ao e finura mental nosso redor. Abraços, ços, ços...
    20/09/10
    Irineu Volpato

    ResponderExcluir
  8. Lindo o seu Blog, e parabéns pelos prêmios recebidos, sua cidade de Piracicaba deve sentir muito orgulho de você, moro em Londrina, e tenho parentes ai em Piracicaba. Adoro os poetas e escritores Piracicabanos.
    Parabéns.
    Laura Milani

    ResponderExcluir
  9. nossa, menina... o que tem nesse universo ai que nós, pobres mortais, ainda vamos deliciar em leitura?
    Arranha-nos com suas ciladas

    amei

    ResponderExcluir
  10. Muito boa a crônica!

    Parabéns pelo blog!
    Joana

    ResponderExcluir