segunda-feira, 24 de março de 2014

Paredes de Vidro

Google Images

Acabou de sair, no Digestivo Cultural, meu texto A utopia das paredes de vidro. Nele comento uma frase do Paul McCartney que os vegetarianos adoram repetir: "Se matadouros tivessem paredes de vidro, todos seriam vegetarianos". Espero que vocês gostem.

13 comentários:

  1. Carla! Excelente seu artigo! Atos e fatos deploráveis são obras nossas diuturnamente. Manchetes pululam aos olhos de leitores. Agrava-se ainda mais quando a cifra excita até ao mais rico dos mortais... Todos se submetem a uma conta bancária gorda, sem hormônios, mas com a certeza de engorda em pastos europeus...
    Destaco do seu texto: ..."A humanidade não é flor que se cheire. Nunca foi. Pra começar, somos egoístas, comodistas, agressivos, hipócritas e vaidosos. Mas estamos melhorando..."
    Tenho minhas dúvidas quanto à nossa purificação... O $$$ fala bem mais alto... Paul, Roberto & outros deveriam apenas cantar... Nutricionistas, nutrólogas ai estão para orientar-nos na gordura animal, vegetal, na lactose, no glúten, na proteína... Alimentar-se virou um evento! O meu arroz com feijão, bife, batata frita e alface... virou estudo de laboratório! Gente! Bom apetite!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Já vou lá pra conferir e prestigiar.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  3. "Uma torrente constante de fotos horrendas leva à conclusão de que o mundo é assim mesmo e não há nada a ser feito."

    Caraca Carla, que texto. Confesso que não havia pensado no prejuízo do Roberto Carlos ao fazer essa propaganda. A imagem dele ficou mesmo manchada e agora ele não tem mais a voz ativa de antes. Bem, nunca gostei do quanto ele é hipócrita, agora...

    Mas é exatamente isso, concordo com cada palavra sua. As pessoas não tem raciocínio quando param de comer carne pir causa do peso na consciência e tal. Dizem isso comendo enroladinhos de presunto!

    Frango? Sim é carne! Kkkkk As pessoas são loucas!

    Fora isso tem essa questão da exposição de inumeras fotos horrendas! Eu bloqueio todos que fazem isso. Sei da minha consciência e não preciso disso, mas a super exposição gera conformismo.

    Parabéns pelo texto! Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá prezada Carla, passando cá para deixar meu recado que já passei por lá, e como sempre encantado fiquei com tuas inteligentes postagens, e também pela maneira com que aborda os temas e os esclarece, parabéns, sempre que leio textos assim, insisto em acreditar que podemos nos transformar em seres melhores, um pouco ao menos!
    Obrigado por compartilhar e também por tuas gentis visitas e comentários por lá, e assim desejo que seja sempre tão intenso este teu feliz viver, um grande abraço e, até mais!

    ResponderExcluir
  5. Querida Carla, você nos brinda com mais um ótimo texto. Mas, o que dizer? Estamos todos tentando galgar uma uma escada imensamente alta e cada pessoa está num determinado degrau dela. Uma pensa diferente da outra, "cada cabeça, uma sentença"...
    Também eu, não consigo ver esses vídeos com cenas cruéis. Há um livro com esse título: "Tudo que se mexe é nosso irmão". Concordo.
    Beijosss!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Carla!
    As pessoas crescem quando conseguem pensar no que fazem ou por que o fazem... pelo menos de vez em quando. O mundo é mesmo cheio de gente que adora criticar ou que não critica nunca, mas vazio de pessoas dispostas a pensar.
    Parabéns pelo artigo. Ótimo mais uma vez.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  7. Que digestivo! Grande matéria,menina, precisa ser espalhada por todos os cantos para que toda a (des)humanidade leia!
    Bom final de semana, amiga,
    Beijos,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  8. Olá, Carla. Venho agradecer por estar sempre presente lá no blog. Obrigada amiga!! Vc é muito especial pela amizade e em tudo que fáz. O texto do digestivo é perfeito! muito claro em suas considerações. Parabens pelo exelente trabalho!! Obrigada por partilhar. Bjos e um bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  9. Querida amiga
    vim lhe desejar uma linda e abençoada semana, coberta de muita paz e alegria!
    abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  10. Olá, Carla
    Acabo de vir do Digestivo, onde tive oportunidade de ler mais uma excelente crónica, que comentei.

    Obrigada pelo generoso comentário deixado na minha «CASA».
    Fez-me muito feliz.

    Uma óptima semana.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Boa noite, Carla
    Não esperava encontrar aqui a minha amiga Mariazita :)
    Fui ao Digestivo Cultural mas não me atrevi a deixar (ou melhor, tentar deixar) comentário, não fossem outra vez fazer-me muitas perguntas...
    Tenho que arranjar tempo para vir cá um dia de manhã ver se consigo ultrapassar essa barreira.
    Mas manifesto aqui a minha opinião.
    Concordo com a sua análise, que classifico de "muito boa". Também eu sou amante de animais e não suporto vê-los maltratados.
    Mas se os animais domésticos são criados para prover ao nosso sustento... terão que ser mortos antes de consumidos :). Só acho que isso deve ser feito com o máximo de humanidade.

    Desejo uma semana prazerosa.
    Um beijo do amigo
    Miguel

    ResponderExcluir
  12. Já li e curti sua resposta ao meu comentário lá no Facebook.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  13. oi Carlinha,

    já não como carne há algum tempo,
    me sinto bem melhor assim,

    deixei um convite pra você no Somente amor,
    se quiser é claro...

    beijinhos

    ResponderExcluir